A MENSAGEM DO GIRASSOL

Mensagem pregada pelo bispo Henrique no último domingo (19/01). Precisamos aprender com o girassol.

Em João 8:12 Jesus disse que Ele é A LUZ DO MUNDO e quem estiver com Ele não andará em trevas. De fato, quem for capaz de manter firme a sua fé em Jesus Cristo, jamais andará em trevas.

 

Em sua mensagem no último domingo, o bispo Henrique falou sobre as 5 características do GIRASSOL. Nós podemos aprender muito com o girassol, observando algumas características que devemos buscar como Igreja do Senhor Jesus.

 

Você já viu um girassol? Ele é uma flor amarela, muito grande, que se move sempre em direção ao sol. Assim que suas primeiras folhas brotam na terra, o girassol logo procura a luz solar. É como se ele soubesse que a claridade e o calor do sol trarão vida a ele. Isso quer dizer que se colocássemos essa flor em uma sala bem escura e fechada, ela morreria? Sim, em pouco tempo!

E assim como os girassóis, o nosso corpo também necessita da luz e do calor do sol para se manter vivo. Mas não é só o corpo que precisa de cuidados; o nosso espírito também precisa de luz para não morrer e manter acesa a fé e da esperança em nosso coração. Mas, afinal, que luz é essa? Jesus nos dá a resposta. Ele disse: "Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida". (João 8:12)

Agora que sabemos que Jesus é a Luz que precisamos para viver, eu quero te mostrar neste vídeo o que a nossa vida espiritual deve ter em comum com os girassóis e o que devemos fazer para estamos sempre ligados a Cristo.

 

1) Devemos dar bons frutos

Você sabia que um dos motivos pelos quais o girassol é reconhecido e cultivado em vários lugares do mundo é a qualidade do óleo produzido através de suas sementes? O óleo de girassol é considerado um dos melhores e mais saudáveis entre todos os óleos comestíveis. Para se ter ideia, suas propriedades são boas para o coração, o cérebro, o sangue e a pele.

Da mesma forma, nós, cristãos, devemos ser reconhecidos pelos bons frutos que geramos através do Espírito Santo. No livro de Gálatas, vemos quais são esses frutos: “O fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.” (Gálatas 5:22,23)

O girassol é uma flor muito bonita e tem um perfume muito agradável, porém, mais importante do que isso é o bom fruto que ele oferece. Você também pode ser uma pessoa agradável e de boa aparência, mas Deus espera que você seja mais do que um rosto bonito; Ele espera que você gere os bons frutos que vão abençoar não somente a sua vida, mas também a das outras pessoas.

2) Devemos nos adaptar às diversas mudanças da vida

O girassol é muito resistente às mudanças climáticas. Ele pode resistir a dias muito quentes, como, também, não se abala com temperaturas mais baixas. Graças à firmeza de suas raízes e do seu cabo, essa planta ainda se mantém firme no chão depois que uma tempestade passa por ela. Além disso, os girassóis têm uma capacidade muito grande de se adaptar aos solos menos férteis e irrigados.

E assim como essas flores, um cristão precisa se manter firme em sua fé em Deus independente da situação em que a sua vida se encontra. O profeta Habacuque sabia muito bem disso, por isso escreveu:

“Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação.” (Habacuque 3:17,18)

Aquele que age como o girassol e consegue se adaptar às diversas mudanças da vida, guardando os mandamentos de Deus mesmo nas situações mais difíceis, se torna uma pessoa madura e firme na fé; alguém com o coração semelhante ao de Jó, um homem de Deus que não blasfemou contra o Senhor mesmo diante de tanta destruição, angústia e dor.

3) Devemos sempre nos orientar pela Luz

O fenômeno que faz o girassol “girar” é conhecido como “rastreamento solar”, o que significa que ele é orientado pelo sol. Em uma plantação de girassóis, à medida em que o sol segue o seu curso, nascendo no Leste e se pondo no Oeste, vemos as flores se movimentarem no mesmo sentido; e elas nunca vão para o lado contrário!

Deus é o nosso Sol e nós somos os girassóis que precisam de Sua luz para serem guiados para o caminho certo. Vamos ver o que está escrito no Salmo 119: “A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho.” (Salmos 119:105)

Assim como a planta precisa seguir o caminho do sol durante todo o dia para sobreviver, nós precisamos nos manter focados em Deus o tempo todo para não perdermos a direção. Quando temos a presença do Senhor em nossas vidas, ficamos fortes, a nossa fé se torna inabalável, passamos a ter a certeza da salvação e produzimos os frutos do Espírito. Também começamos a ter amor pela obra de Deus e contribuímos com ela com alegria.

4) Devemos amadurecer nos momentos de escuridão

Quando o sol se põe e a noite chega, o girassol volta a sua posição original, porque suas células deixam de receber o estímulo que provoca o seu movimento. E é durante a noite que essa planta usa toda a energia que absorveu durante o dia para fazer com que suas sementes amadureçam e, consequentemente, gerem novas plantas. O girassol não deixa de se desenvolver, porque, é como se soubesse que, na manhã seguinte, o sol surgirá novamente e lhe dará tudo o que ele precisa.

Da mesma forma, quando uma pessoa passa por um momento de escuridão na sua vida, ela não deve desanimar e nem deixar de crescer espiritualmente, porque Deus não nos abandona, e no tempo certo, Ele renova a nossa vida. É por isso que está escrito no Salmo 30: “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30:5).

Nós precisamos ser como o girassol e aproveitar esses períodos de escuridão para nos lembrar de tudo o que o Senhor já fez em nossas vidas e, com isso, esperarmos nEle com confiança. Nessas horas em que nos sentimos longe da Sua luz, devemos buscar ao Senhor, orando, cantando louvores e meditando em Sua Palavra, pois Ele sempre nos ouve. O profeta Samuel disse:

“Na minha angústia, clamei ao Senhor; clamei ao meu Deus. Do seu templo ele ouviu a minha voz; o meu grito de socorro chegou aos seus ouvidos.” (2 Samuel 22:7)

5) Devemos deixar um legado para as próximas gerações

Talvez você não saiba, mas o ciclo de vida de um girassol dura no máximo um ano. Porém, nesse curto espaço de tempo, ele absorve tanta luz do sol que, quando morre, deixa no solo uma quantidade incrível de nutrientes para que novos girassóis possam brotar e se desenvolver.

E a Bíblia diz que os nossos dias aqui na Terra também são passageiros. No Salmo 90, Moisés escreveu: “Os anos de nossa vida chegam a setenta, ou a oitenta para os que têm mais vigor; entretanto, são anos difíceis e cheios de sofrimento, pois a vida passa depressa, e nós voamos!” (Salmos 90:10)

E, assim como os girassóis, devemos viver em comunhão com Deus todos os dias para que os frutos desse relacionamento sejam transmitidos como herança a todos aqueles que virão depois de nós.

Vamos ler o que o apóstolo Paulo escreveu pouco antes de sua morte: “Está próximo o tempo da minha partida. Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.” (2 Timóteo 4:6,7)

Na minha opinião, esse é um dos versículos mais bonitos de toda a Bíblia. Mesmo sabendo que seria morto por pregar o Evangelho de Cristo, Paulo continuou levando a Palavra às multidões e ensinou outras pessoas a fazerem o mesmo. O seu legado foi tão grande que, até hoje, milhões de pessoas ainda se convertem e são edificadas através de seus ensinamentos.

E você, o que deixará neste mundo depois que partir? Como você acha que as pessoas se lembrarão de você no futuro? Quais frutos você vai deixar? Se você nunca parou para pensar sobre o seu legado, eu te convido a parar por alguns instantes e refletir sobre tudo isso. Viver não é apenas desfrutar o presente. Viver é ter responsabilidade com o futuro. Se não tivermos isso, condenaremos a próxima geração. Muitas pessoas, hoje, estão sofrendo com consequências ruins nos seus lares, que são frutos de decisões e atos ruins de seus antepassados.

Por isso, lembre-se: a maior riqueza que deixaremos não é a material, e sim os valores cristãos que semeamos na vida de outras pessoas, que se lembrarão daquilo que fizemos. Que, assim como o girassol, possamos deixar coisas positivas para aqueles que virão depois de nós. Deus te abençoe!

 

LOCALIZAÇÃO

(21) 3979 1355

 

Av. Dom Hélder Câmara, 10.057

Cascadura/RJ - CEP 21380-002

 

© 2016 por Igreja da Conquista.

Receba notícias nossas: