LIDERANÇA CRISTÃ

 

Devemos permitir que as Escrituras nos guiem como líderes sem perder de vista toda a outra sabedoria que a Bíblia nos fornece

Quando Jesus lavou os pés e vestiu a roupa exterior, reclinou-se novamente e disse-lhes: “Você sabe o que eu fiz por você? Você me chama de professor e Senhor, e está falando corretamente, pois é isso que eu sou. Portanto, se eu, seu Senhor e professor, lavei seus pés, você deve lavar os pés uns dos outros. ”(João 13:12)

No evangelho de João, Jesus nos dá talvez a melhor definição de como deve ser a liderança bíblica. Ele nos mostra a importância da liderança servil, expondo-a para nós nas Escrituras.

Antes de mergulhar mais nas Escrituras que discutem a liderança de servos, quero enfatizar que a Bíblia não é nosso livro pessoal sobre liderança. Existem textos bíblicos que nos ensinam sobre liderança, e liderar sem a orientação das Escrituras não é uma idéia saudável, mas a Bíblia não pretendia ser um livro didático de liderança.

Dessa maneira, devemos permitir que as Escrituras nos guiem como líderes, sem perder de vista toda a outra sabedoria que a Bíblia nos fornece.

Com isso dito, quero examinar algumas passagens em que temos uma imagem melhor de como deve ser a liderança bíblica.

OS EVANGELHOS: ESTAR ENTRE NOSSO POVO

 

Lucas 22 nos ensina que liderança significa caminhar ao lado de nosso povo. Enquanto os discípulos debatem quem deve ser considerado o maior dentre eles, Jesus os lembra que eles não devem seguir os estilos de liderança da época.

Em vez disso, eles deveriam estar entre seu povo, servindo-os, assim como Jesus fez quando ele caminhou entre nós na Terra.

Do mesmo modo, em João 21, Jesus diz a Pedro para alimentar suas ovelhas. “’Você me ama?’” Jesus pergunta. “Alimente minhas ovelhas ”, ele instrui. Este é outro exemplo de Jesus nos lembrando que, como líderes, precisamos viver a vida com nosso povo.

Embora Pedro tenha um papel pastoral de “alimentar as ovelhas de Jesus” e ajudar o Reino a crescer, Jesus lembra que a chave para cuidar do povo de Jesus é estar entre eles, alimentando-os. Essencialmente, Jesus está dizendo que, se Pedro não cheira a ovelha – se ele não está ao lado de seu povo -, então ele não está conduzindo-os bem.

Eu gostaria de desafiá-lo a refletir sobre sua posição. Você está andando com seu povo? Você cheira a ovelha? Caso contrário, como você pode alterar suas disciplinas e hábitos para passar mais tempo vivendo a vida ao lado de seu pessoal?

ROMANOS: AMAR O NOSSO POVO

 

Recentemente, conheci um grupo de mulheres que lideram um ministério para mulheres que saem do tráfico sexual. Eles têm um local secreto onde as pessoas podem se refugiar de suas vidas passadas e iniciar o processo de cura e encontrar uma vida melhor.

Quando me encontrei com as mulheres que lideravam o ministério, elas estavam em uma estação de cansaço particular. Conversamos sobre os desafios que as mulheres que abandonam o tráfico sexual frequentemente enfrentam, como doenças mentais e abuso de drogas, e discutimos como o ministério pode melhor servir essas mulheres.

Romanos 12 nos dá um ótimo esboço de como abordar situações desafiadoras do ministério. O versículo 8 nos ensina: “Ao mostrar misericórdia, faça-o com alegria.” Mais tarde, Romanos 12 nos lembra de amarmos um ao outro profundamente e de nos superarmos ao mostrarmos honra.

Para as mulheres que dirigem seu ministério, e para todos nós como líderes, vemos que amar o nosso povo é essencial para a liderança bíblica.

TITUS: CARACTERÍSTICAS

Finalmente, a carta de Paulo a Tito nos fornece características explícitas que podemos tentar desenvolver e refinar em nós mesmos. No capítulo um da carta, Paulo explica como devem ser os anciãos da igreja.

Ele diz que os anciãos devem ser irrepreensíveis, fiéis aos cônjuges e confiar em seus filhos. Os anciãos devem ser irrepreensíveis, hospitaleiros, autocontrolados, retos e santos. Mais importante ainda, os presbíteros devem confiar na “mensagem confiável” (os Evangelhos) para encorajar bem os outros.

Como líderes, devemos nos perguntar se estamos cumprindo essas características. Embora seja importante lembrar que somos humanos e, portanto, sempre imperfeitos, também devemos continuar nos esforçando para melhorar a nós mesmos.

Aqui estão algumas perguntas de reflexão que podemos fazer a nós mesmos:

  • Qual é o estado da minha casa? Como é o meu relacionamento com meu marido / esposa? Meus filhos confiam em mim e me respeitam?

  • Como estou tratando os outros? Estou vivendo as características que Paulo fornece nas Escrituras?

  • Confiei nas Escrituras para guiar minha liderança ultimamente? Como posso melhorar nessa área?

  • Quão bem eu estou andando ao lado do meu povo e incentivando-o com o evangelho?

Eu encorajo você a refletir sobre essas questões de vez em quando. Um elemento-chave da liderança é refletir sobre nós mesmos, a fim de melhorar, com o objetivo de servir o nosso povo da melhor maneira possível. Porque, como Jesus nos ensina nos Evangelhos, a liderança servil é a chave para qualquer liderança da igreja em que possamos nos envolver.

Fonte: comunhão.com.br

LOCALIZAÇÃO

(21) 3979 1355

 

Av. Dom Hélder Câmara, 10.057

Cascadura/RJ - CEP 21380-002

 

© 2016 por Igreja da Conquista.

Receba notícias nossas: